Blog

Homem lendo um livro remetendo ao perfil de investidor.

Perfil de investidor: o que é e como descobrir o seu?

É muito comum que investidores iniciantes tenham várias dúvidas sobre como funciona o mundo dos investimentos. Muitas vezes, as pessoas confiam apenas em dicas de amigos ou especialistas para conhecer as “aplicações ideais”.

Entretanto, as melhores opções são aquelas condizentes com o perfil de investidor e isso varia. Por isso, o ideal é que as escolhas de investimentos sejam personalizadas de acordo com o seu perfil. Mas como fazer isso? Confira este artigo para saber o que é e como descobrir o seu perfil de investidor.

O que é perfil de investidor?

Cada pessoa tem formas diferentes de lidar com seu dinheiro. Também existem divergências importantes em relação à personalidade de cada uma — por exemplo, se são mais ou menos ansiosas. Esses aspectos devem ser considerados antes de começar a investir.

É para isso que serve o perfil de investidor. Ele consiste em uma análise que considera as particularidades do seu patrimônio, da sua personalidade e da tolerância que você tem aos riscos. Dessa forma, fica mais fácil saber que investimentos são mais adequados para seus objetivos e modo de vida.

Quais são os tipos de perfil?

Existem três categorias principais para o perfil de investidor. Elas são definidas, principalmente, pelo nível de interesse ou aversão que o investidor tem ao risco. Confira quais são os três tipos

1) Conservador

Quem tem mais dificuldade de lidar com o risco de perder dinheiro e busca segurança em seus investimentos se encaixa neste perfil conservador. Geralmente, são pessoas que estão começando suas aplicações e se sentem muito ansiosas em relação às variações nos rendimentos de maior risco. Assim, o ideal para elas é aplicar em opções mais estáveis.

2) Moderado

O perfil de investidor moderado reúne aquelas pessoas que procuram rendimentos maiores e aceitam correr um pouco mais de risco por isso. Entretanto, esses investidores ainda necessitam manter boa parte do seu patrimônio em alternativas seguras. Normalmente, a carteira de investimentos desse perfil é diversificada e equilibrada.

3) Agressivo/Arrojado

O terceiro perfil de investidor é o tipo agressivo. Nesse grupo estão as pessoas que têm maior disposição a correr riscos em busca de ganhos relevantes. Isso significa que esses investidores aceitam o perigo de perder parte ou até mesmo todo o seu capital, pois acreditam que os rendimentos compensam isso.

Por que é importante saber qual é o seu perfil?

Conhecer o perfil de investidor é indispensável para fazer boas escolhas de aplicações. Afinal, não existem investimentos ideais para todas as pessoas. E quem procura se guiar por dicas de outras carteiras, sem considerar seu próprio perfil, pode cometer muitos erros.

É comum, por exemplo, que investidores iniciantes coloquem dinheiro na bolsa de valores ou em outras opções de alto risco (como criptomoedas) sem entender como funcionam esses mercados. Se alguém com perfil conservador ou moderado coloca grande parte do seu capital nisso provavelmente vai passar por muito nervosismo e até mesmo ter prejuízo.

Isso porque as pessoas desse grupo precisam de segurança e estabilidade quando investem seu patrimônio. De forma semelhante, um investidor agressivo não vai ficar satisfeito ao colocar a maior parte do seu capital em alternativas seguras e com baixo rendimento.

Portanto, adquirir produtos financeiros inadequados ao seu perfil gera uma série de desvantagens — como insatisfação, ansiedade, perda de rendimentos e prejuízo. Logo, guiar-se pelo seu tipo de perfil é a melhor forma de tomar boas decisões.

Como descobrir seu perfil de investidor?

No Brasil, as instituições financeiras que vendem investimentos são obrigadas a aplicar um formulário de avaliação de perfil do investidor em todos os seus clientes. Com isso, sempre que alguém abre uma conta com o objetivo de investir seu dinheiro deve passar por um teste em que responde algumas perguntas e conhece o seu perfil.

Também existe a possibilidade de testar a qualquer momento que tipo de investidor você é. Isso é possível respondendo a um questionário em sites de investimentos. Assim, qualquer pessoa pode descobrir e acompanhar facilmente em qual grupo se enquadra.

Esse acompanhamento é importante porque se identificar com determinado perfil de investidor hoje não significa que você continuará nele para sempre. O mais provável é que mudanças naturais da vida interfiram nessa questão.

Normalmente, investidores iniciantes começam em um perfil conservador e, com o passar dos anos, adquirem experiências e conhecimentos que os ajudam a evoluir para perfis moderados ou até mesmo agressivos. O contrário também pode acontecer. Por exemplo, novas demandas na rotina podem levar um investidor agressivo a diminuir o seu apetite por risco e buscar opções mais seguras.

Que investimentos são indicados para cada perfil?

Você já viu que conhecer o perfil de investidor é um passo necessário para fazer boas escolhas sobre onde aplicar seu dinheiro. Mas como transformar esse dado em decisões de investimentos? É preciso cruzá-lo com informações acerca das opções disponíveis no mercado financeiro.

Conservadores

Investidores do tipo conservador precisam garantir que todo o seu capital (ou a maior parte dele) esteja alocada em alternativas seguras e com rendimento garantido. Para essas pessoas, ter um lucro baixo, mas certo, é melhor do que arriscar ganhar mais e correr o risco de perder.

Com isso, os investimentos indicados para perfis conservadores são os da renda fixa. Os produtos mais seguros são os oferecidos pelo Governo Federal por meio da plataforma do tesouro direto. Também existem boas opções na renda fixa privada, com CDBs, LCIs, LCAs cobertos pelo FGC (seguro que protege o investidor contra calotes).

Moderados

As alternativas que citamos também são atrativas para investidores do tipo moderado. Contudo, nesse caso, há uma diminuição da porcentagem do capital que fica alocado em investimentos seguros, já que as pessoas desse perfil aceitam correr um pouco mais de risco.

Investidores moderados usufruem da vantagem da versatilidade. Eles diversificam sua carteira e aproveitam aspectos positivos de diversos investimentos. Dessa forma, conseguem combinar rendimento e segurança. Além das aplicações em renda fixa, boas opções para essas pessoas são fundos de investimentos e ações.

Agressivos ou arrojados

Por fim, quem se encaixa no perfil agressivo tem controle emocional para arriscar a maior parte do seu patrimônio em busca de rendimentos maiores. Logo, a carteira desses investidores tem um foco maior na renda variável — sejam ações da bolsa de valores, moedas, ouro etc.

É importante reforçar que conhecer o perfil de investidor não é a única informação necessária para escolher boas aplicações. Também é preciso avaliar com cuidado seus objetivos, o capital disponível e os prazos de vencimento dos investimentos. Além disso, investidores moderados ou agressivos devem conhecer bastante o mercado para evitar perdas.

E então, as orientações que trouxemos ajudaram você? Assine nossa newsletter para acompanhar as publicações!