Blog

organize suas finanças com 7 dicas de ouro

7 Dicas de ouro para organizar suas finanças agora mesmo!

Embora nem sempre seja uma tarefa simples, organizar as finanças é algo fundamental para qualquer pessoa. E não poderia ser diferente, já que o dinheiro faz parte do nosso dia a dia e está presente em inúmeras decisões que tomamos ao longo da vida.

Saber lidar com o dinheiro e manter uma boa organização financeira, portanto, poderá lhe trazer muito mais tranquilidade e segurança, além de ajudar na conquista de seus maiores objetivos. Para isso, basta dar o primeiro passo.

Então que tal acompanhar este artigo e conferir 7 dicas de ouro para organizar suas finanças agora mesmo? Continue a leitura e aprenda a cuidar do seu dinheiro com eficiência!

Por que organizar as finanças é importante?

Geralmente, quando se fala em organização financeira, as pessoas lembram de objetivos mais comuns, como livrar-se de dívidas ou ter mais dinheiro sobrando no final do mês. Entretanto, não é só isso que a organização financeira pode fazer por você.

Na verdade, um dos principais pontos positivos de planejar melhor as finanças é alcançar mais qualidade de vida e obter mais felicidade. E como isso acontece?

Para entender melhor este processo, basta lembrar que quase tudo na sua vida tem relação com dinheiro – como já falamos no início deste artigo. É preciso saúde financeira para ter tranquilidade no pagamento das contas rotineiras, conseguir realizar seus objetivos financeiros – como uma viagem, a compra de um carro, a aposentadoria, entre outros – e até mesmo aproveitar situações que não envolvem as finanças, diretamente.

Afinal, ter preocupações financeiras atrapalha, por exemplo, seus momentos de lazer com a família.  Dessa forma, estar com as finanças em ordem é muito importante para que você consiga aproveitar a vida da melhor forma.

Por outro lado, quem deixa de organizar suas finanças pode estar caminhando em direção a uma rota desconhecida e obscura – que poderá lhe trazer dificuldades e transtornos financeiros no futuro.

7 dicas de ouro para organizar suas finanças

Para ajudar você a evitar passar por situações desagradáveis em relação ao dinheiro,  e visando usufruir de todas as vantagens que a organização financeira pode lhe proporcionar, separamos 7 dicas de ouro para organizar suas finanças agora mesmo.

Acompanhe nossas dicas para uma boa organização financeira e comece o quanto antes a mudar seus hábitos em relação ao seu dinheiro!

1. Conheça suas finanças

O primeiro passo da organização financeira é fazer um diagnóstico da sua situação atual. Comece listando suas fontes de renda e possíveis dívidas.

Além disso, passe pelo menos um mês registrando todos os gastos que você faz. Você pode, inclusive, utilizar um aplicativo de controle financeiro para isso.

É importante anotar todas essas informações para ter um retrato mais fiel possível do seu orçamento. Às vezes, registrar apenas o que lembra de ter gastado no mês anterior gera alguns erros e não contribui para um diagnóstico eficaz.

2. Planeje o orçamento

Quando finalizar o passo anterior você, provavelmente, já irá perceber que ter uma noção real da renda e dos gastos, faz muita diferença para sua consciência financeira. 

Mas é preciso ir além. O objetivo não é só conhecer seu orçamento, e sim planejá-lo.

Por isso, essa etapa requer que você analise as anotações para exercer maior controle sobre o seu orçamento. Isso significa identificar as contas fixas e organizar as variáveis, procurando aquelas que podem ser reduzidas ou cortadas para promover economia.

Criar um teto para os gastos variáveis (como lazer) é uma boa estratégia.

3. Livre-se das dívidas

Quem se encontra endividado precisa de um pouco mais de atenção no orçamento. Inicialmente, é importante identificar se há inadimplência. Ou seja, se você está com algum pagamento atrasado, ou se as dívidas se referem a parcelas que estão sendo pagas em dia.

O primeiro caso é mais complicado, pois geralmente envolve cobrança de uma alta taxa de juros. Mas o segundo também requer atenção.

Ter muitas parcelas no cartão de crédito ou estar pagando mensalidades de financiamento e empréstimo compromete parte da sua renda e pode dificultar o controle financeiro.

A orientação é avaliar as condições e as possíveis taxas de juros. Depois disso, foque em quitar as dívidas mais caras e evite contrair novas parcelas.

Esses cuidados darão maior flexibilidade para o seu orçamento e garantirão uma sobra de dinheiro ao final do mês.

4. Ajuste os gastos

Não são apenas as dívidas que consomem uma parte significativa do seu dinheiro. Certamente, existem vários outros gastos que podem ser ajustados para organizar suas finanças e lhe gerar mais tranquilidade.

Logo, vale a pena refletir sobre esse ponto e ver o que pode ser modificado no seu orçamento.

Uma maneira de conseguir isso é buscando alternativas aos gastos que você costuma fazer. Por exemplo, passar a cozinhar mais em casa aumenta a economia com alimentação. Da mesma forma, é possível diminuir custos em lazer, compras e até mesmo em algumas contas fixas.

5. Mude hábitos de consumo

Os hábitos de consumo estão entre os principais responsáveis pelo descontrole financeiro. Isso acontece porque nem sempre as pessoas têm consciência sobre como estão os seus comportamentos em relação ao dinheiro.

Alguns hábitos negativos são: abusar do cartão de crédito, comprar por impulso e acumular parcelas.

Uma dica que ajuda bastante a evitar esses vilões da vida financeira é o planejamento do consumo. Manter uma lista do que você precisa comprar e desenvolver o hábito de pensar duas vezes antes de adquirir um produto são estratégias que permitem diminuir as compras e economizar.

6. Tenha uma reserva de emergência

Até mesmo os melhores orçamentos podem enfrentar dificuldades em momentos de emergência. Nesse sentido, se organizar financeiramente não é suficiente para garantir toda a tranquilidade e segurança que você precisa. É necessário, ainda, preparar-se para imprevistos.

Esse é o objetivo da reserva de emergência, que consiste em uma quantia de dinheiro que você poupa com a finalidade de usar em situações desafiadoras. Logo, ele oferece estabilidade financeira diante de casos como gastos de saúde inesperados, manutenção do carro ou a diminuição da sua renda, por exemplo.

Se você ainda não tem uma reserva de emergência, começar a cria-la é uma dica de ouro para quem deseja organizar suas finanças e, principalmente, mantê-las sempre organizadas ao longo do tempo.

7. Conheça os investimentos

Por fim, saber como funcionam os investimentos do mercado financeiro é uma ótima forma não só de adquirir mais organização em relação ao dinheiro, como também antecipar a realização de seus objetivos. Afinal, ao investir você multiplica seu dinheiro pela ação dos juros.

É interessante, entretanto, buscar a educação financeira e saber mais sobre esse assunto para aproveitar essas vantagens e fazer investimentos mais acertados – pautados nos seus objetivos e na sua tolerância a riscos.

Leia, informe-se, faça cursos e aprenda cada vez mais sobre o assunto. Com isso, a motivação de manter o orçamento sobre controle para que sobre mais dinheiro para investir também aumentará – beneficiando diretamente a sua acumulação de patrimônio.

Conclusão

Organizar suas finanças é um hábito saudável e necessário para qualquer pessoa. E agora você já conhece 7 dicas de ouro para conquistar esse objetivo.

Então que tal começar agora a colocar cada uma destas dicas em prática e dar um importante passo em direção a uma vida financeira mais equilibrada? Tenha certeza que esta empreitada irá revolucionar a sua vida financeira e gerar ótimos resultados!

Pense nisso e comece agora mesmo a organizar seu dinheiro. Você não vai se arrepender!

Quer acompanhar mais conteúdos sobre finanças e investimentos? Então assine a newsletter do site!